Economizar tempo e dinheiro na preparação das refeições!

Congelar papinha na forma de gelo
62 Flares Twitter 0 Facebook 62 62 Flares ×

Encontrei essa forma de economizar tempo e dinheiro na preparação das refeições do Arthur, durante as minhas peregrinações pela internet, mas não me recordo onde foi especificamente.

Eu precisava encontrar maneiras práticas e eficazes de fazer meu filho se alimentar bem, com variedade e qualidade, sem que eu tivesse que estar na cozinhar todos os dias ou no mercado, para comprar alimentos frescos, porque  eles estragam muito rápido.

Como já falei anteriormente, sempre tive muitos problemas com a alimentação do Arthur (saiba mais). Grandes dificuldades que me deixavam estressada e com medo do meu pequeno ficar desnutrido.  Depois de diversas tentativas frustradas com muita comida desperdiçada e grandes sustos com os engasgos, defini o cardápio dele, o qual eu sigo até hoje:

ARROZ – faço bem molinho, conforme orientações da fonoaudióloga, para evitar engasgos desnecessários, apesar dele comer os grãos mais durinhos também;

FEIJÃO – preparação normal, sempre variando: preto, vermelho, carioca, branco, etc.;

CARNE – uso: frango, carnes, rã e peixe. Sempre processada ou cortada em pedaços bem pequenos para facilitar o processo da deglutição, uma vez que a mastigação não é eficiente.

            Deglutição: processo que conduz alimentos, saliva e líquidos, da boca ao estômago, passando pela faringe e pelo esôfago. Saiba mais.

PURÊ – legumes e verduras que mais uso: batata, batata baroa, batata doce, inhame, beterrada, abóbora, abobrinha, cenoura, chuchu, brócolis, espinafre e couve flor. Coloco “sempre” um purê na refeição, que por ser cremoso, também ajuda na deglutição e a evitar os engasgos. Quase sempre misturo os legumes e as verduras para mudar o sabor e a refeição não ficar monótona.

Duas dicas:

Durante muito tempo eu coloquei banana na refeição do Arthur, para adoçar o paladar, já que essa era a preferência dele. Amassava no feijão e ele adorava, mas agora não quer mais saber dessa banana. Prefere a comida salgada mesmo.

Aprendi com a Nutricionista a colocar uma colher de sopa de azeite ou óleo de girassol no almoço e no jantar, para aumentar as calorias da refeição. Isso por causa da dificuldade do Arthur ganhar peso.

Bom, diante desses fatos, passei a utilizar a forma de gelo para congelar os purês e as carnes (o arroz e o feijão eu faço fresco, mas também podem ser congelados).  Achei muito interessante quando li sobre isso na internet e melhor ainda quando comecei a executar. Desse jeito eu posso variar o cardápio, evitar desperdício e economizar tempo, tudo que eu queria!!! E a quantidade da porção que cabe na forma de gelo é ótima. Quando quero colocar mais no prato, coloco duas ou três porções.

Passo a passo:

1-    Cozinhar os legumes, da maneira que preferir, assim como as carnes;

2-    Bater no mixer, até ficar um purê cremoso, ou no processador, para diminuir os pedaços das carnes;

3-    Colocar na forma de gelo;

4-    Levar ao congelador por algumas horas;

5-    Pegar um saquinho plástico e escrever o que é e quando foi feito (para controlar o vencimento);

6-    Desenformar e colocar nos saquinhos respectivos;

7-    Levá-lo de volta ao congelador e

8-    Utilizar quando for necessário.

Observações:

  • Eu não congelo o purê pronto. Apenas o legume e a verdura batidos. Deixo para colocar a manteiga/azeite/leite na hora de servir.
  • Eu não me preocupo com a validade porque, geralmente, tudo acaba em uma semana. Então faço tudo de novo. Porém não deixo nada passar de três meses.
  • Utilizo caneta retroprojetora para escrever no saquinho plástico.
  • O saquinho eu compro no mercado e a forma de gelo também.

Se quiserem saber um pouco mais sobre congelamento, clique aqui.

Fiz um vídeo prático para melhor visualização.

One Response to Economizar tempo e dinheiro na preparação das refeições!

  1. Clara Ribera disse:

    Adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *