Propriocepção! O que é isso afinal???

A rede de Lycra é um excelente estímulo para propriocepção.
16 Flares Twitter 0 Facebook 16 16 Flares ×

PROPRIOCEPÇÃO

ESSENCIAL AO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR

 

Falarei muito sobre propriocepção durante as minhas postagens no site, portanto achei interessante explicar um pouco mais sobre esse assunto. Existem vários recursos para trabalharmos a propriocepção; roupas, brinquedos, bandagens, aparelhos, enfim, um mundo de opções para usarmos e abusarmos todos os dias.

A propriocepção é fundamental para o nosso equilíbrio e conhecimento corporal, além de ajudar na postura correta do corpo e na execução das atividades cotidianas com maior eficiência e destreza. Desde levar a mão até o nariz para coçá-lo, até andar, correr, desviar de obstáculos e recuperar o equilíbrio rapidamente após um tropeço, por exemplo.

Desenvolvendo a propriocepção melhoramos a integração sensorial motora.

Estimular e desenvolver a propriocepção é indicado para qualquer pessoa, desde crianças até idosos.

Essa estimulação é muito recomendada para pacientes neurológicos pelos seguintes motivos:

  • Melhora a força, mobilidade e estabilidade;
  • Melhora a postura;
  • Aumenta a independência funcional (principalmente em idosos);
  • Melhora a capacidade respiratória;
  • Ajuda o paciente a obter equilíbrio, coordenação motora e sincronismo;
  • Melhora o desempenho escolar;
  • Melhora o desempenho nas atividades diárias básicas, como por exemplo, escovar os dentes, pentear os cabelos, andar e até comer (para casos de problemas de deglutição e mastigação, como é o caso do Arthur).

 

Propriocepção = Percepção do próprio corpo

 

 

É a organização e interpretação de qualquer informação postural encaminhada ao sistema nervoso central,  pelos receptores sensoriais denominados proprioceptores mecanoceptores, que são encontrados em músculos, tendões, ligamentos, articulações e no ouvido interno (labirinto). Em outras palavras, é a consciência dos movimentos produzidos pelo nosso corpo e membros.

Entendo melhor:

Receptores Sensoriais – são células especiais capazes de traduzir a linguagem do ambiente para a linguagem do nosso sistema nervoso, são responsáveis pela captação de estímulos externos e internos.

São essas células que definem os sentidos (visão, audição, tato, sensibilidade corporal, olfato, paladar). Entretanto o sistema nervoso é capaz de sentir muito mais do que esses sentidos clássicos e isso ocorre de forma consciente e inconsciente. Ele pode detectar alterações sutis na posição do nosso corpo quando nem percebemos nada, mudanças sutis de pressão, composição e temperatura do sangue, que nunca chegam a nossa consciência, movimentos viscerais, etc.

Os Proprioceptores são receptores sensoriais, responsáveis pela captação de estímulos externos, que detectam variações de movimentos, energia mecânica, força, sensações táteis e auditivas, logo, fornecem ao cérebro, informações sobre a posição do corpo, tensão muscular e movimento das articulações. Por captarem este tipo de energia mecânica, eles também são classificados como Mecanoceptores.

Complementado a questão, além dos Proprioceptores Mecanoceptores que estamos estudando, também existem outros receptores sensoriais no nosso corpo, que podem ser internos ou externos. Cada tipo de receptor exerce  uma função diferente, capta um estímulo próprio a ele, conforme descrito abaixo:

  • Interoceptores ou Visceroceptores – recebem informações dos órgãos internos do nosso corpo. Localizados nos vasos sanguíneos, órgãos viscerais, músculos e no sistema nervoso, sensíveis aos estímulos internos. Permite-nos sentir sede, fome, frio, náuseas e dor, por exemplo.
  • Exteroceptores – recebem estímulos do exterior do nosso corpo. Localizados na superfície externa do corpo ou próxima a ela, sensíveis aos estímulos externos. Ex. sensações sensoriais, tato, olfato.

E trocam de nome de acordo com a forma de energia que captam:

  • Termoceptores: percebem as variações de temperatura;
  • Nociceptores: percebem dor (resultante de lesão física ou química);
  • Fotoceptores: detectam luz que incide sobre a retina dos olhos;
  • Quimioceptores: detectam substâncias químicas na boca, nariz e líquidos corporais.

 

 

 RESUMÃO

Esquema Propriocepção

EXPLICAÇÃO DADA, AGORA POSTAREI SOBRE EXERCÍCIOS E RECURSOS PARA DESENVOLVIMENTO DA PROPRIOCEPÇÃO, AGUARDEM!

A rede de Lycra é um excelente estímulo para propriocepção.

A rede de Lycra é um excelente estímulo para propriocepção.

Fontes de estudo:

http://www.fisioterapiadesportiva.com.br/posts/view/3

http://pt.wikipedia.org/wiki/Propriocep%C3%A7%C3%A3o

http://fisioterapiahumberto.blogspot.com.br/2009/07/propriocepcao.html

http://www.infoescola.com/corpo-humano/propriocepcao/

http://files.andreonetm.webnode.com.br/200000027-dbdb0dcd4e/Divis%C3%A3o%20Sensorial%20do%20Sistema%20Nervoso.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *